sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Chuva



Olho triste pela janela,

Sinto o ar frio e grosso.

A chuva mudou a cor,

fez cinza.A chuva me mudou.
Desço e caminho.

Os pingos molham o meu rosto.

Os sons mudaram, o céu mudou. Mudo.
Água se mistura com lágrima.

Gosto salgado-quente-frio.
A música não pára de tocar,

Em mim, dentro de mim.

Os violinos choram,

Dramatizando a face das pessoas.

6 comentários:

O Velho disse...

Lindo poema, Hugo!

Obrigado por passar lá no Velho! Voltarei aqui mais vezes!

Abração!

;-)

P.S.: Boa escolha para a imagem de abertura do blog!

Simplesmente *Ana* disse...

Adorei, que bom tendo este novo olhar para a chuva...
Aos poucos seu olhar para as coisas da vida vão se abrangindo,(nem sei se existe essa palavra)rrsss

Parabéns pelo blog...

Brilho das estrelas no coração!!!!!!

Jhow Carvalho disse...

Nossa hugo super legal esse poema muito bonito mesmo, tá inpirado em moço valeu pelo comentário no meu blog vou linkar você um abraço...

Anônimo disse...

menino, tu eh fera jovem
parabéns

nanyy disse...

Q belo momento de inspiração,realmente a chuva nos renova.......
parabéns pelo poema ameiiiii

hotawyo disse...

Lindo ...

gostei muito do poema!
muito show seu blog!

=]